0
0
0
s2smodern
Por Rubens Barizon
Do Jornal de Teatro


Após a celebração de entrega da estatueta Shell no dia 19, o diretor de “Esta Criança” Marcio Abreu, vencedor do prêmio de melhor direção, conversou com o Jornal de Teatro:

 
JT- Depois de ser a maior vencedora do prêmio Shell aqui no Rio, o elenco de “Esta Criança” vai para o Festival de Curitiba em clima de comemoração?
 
MA- Ah! Certamente. A equipe está ávida para o festival de Curitiba, a companhia brasileira de teatro é sediada lá. E a parte inicial dos ensaios e da criação foram feitos na cidade também. Poder ir com este trabalho para Curitiba é emocionante.

JT- Depois dessa série de vitórias, os atores vão ter um quê diferente na atuação?

MA- Vão ter. Prêmio é uma coisa que não muda o trabalho. Nós não vamos trabalhar melhor ou pior, mas de fato que é um estímulo um reconhecimento. O prêmio é importante, sobretudo no Brasil que é um lugar difícil para fazer arte. Os prêmios reafirmam o lugar da arte na sociedade. A gente se sente recompensado, não é demagogia, só o fato de existir o prêmio já celebra o teatro.

JT- Como diretor você vai pedir mais emoção para o elenco na casa da Cia?

MA- Vai ser com mais celebração (sorriu).

Além do prêmio de melhor direção com Marcio abreu, a cia. levou os prêmios de melhor atriz com a Renata Sorrah, o melhor cenário com Fernando Marés e melhor iluminação com a Nadja Naira, na 25ª edição do evento no Rio de Janeiro.


Saiba mais sobre a Companhia Brasileira de Teatro.