0
0
0
s2sdefault

Os servidores do Ministério da Cultura ganharam uma política inédita para a valorização de suas atividades. Portaria assinada pela ministra Marta Suplicy no final de 2012 instituiu a Política de Desenvolvimento de Pessoas do MinC com o objetivo de dotar o ministério de força de trabalho qualificada.

Divulgação 

O reforço, em nível gerencial e técnico do desempenho das competências institucionais do MinC, virá também com a ampliação do orçamento destinado a esta finalidade. O salto foi de quase 130%, passando dos R$ 1,1 milhão, em 2012, para R$ 2,5 milhões, em 2013.

 

Para o subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração do Ministério da Cultura, Luiz Fernando Zugliani, a política vem ao encontro de uma instituição eficiente, com condições de prestar os serviços públicos de acordo com a missão que ela tem.

 

A Política de Desenvolvimento de Pessoas do MinC é um dos pilares do desenvolvimento institucional”, declarou ele, salientando outra coluna de sustentação MinC: o Programa de Pactuação de Desempenho, que busca uma nova cultura na gestão de recursos com melhor performance e transparência no uso das verbas do ministério.

 

O conjunto de ações de capacitação dos servidores é constituído por cursos presenciais e a distância, grupos formais de estudo, seminários, congressos, intercâmbios, estágios, dentre outros. Os eventos de capacitação serão divididos de acordo com sua carga horário em curta, média e longa duração, sendo estes para a realização, principalmente, de cursos de especialização que atinjam 360 horas/aula ou mais.