0
0
0
s2smodern


De 4 a 16 de agosto, o Teatro de Dança organizará a primeira edição do projeto Plataforma Estado da Dança, que pretende ser um evento anual. Serão 21 espetáculos, entre eles 15 premiados pelo último edital do ProAC (Programa de Ação Cultural/2008), da Secretaria de Estado da Cultura. A programação também inclui mesas redondas com convidados e a presença de curadores e programadores do universo da dança nacional e internacional, que acompanharão a maratona de perto na intenção de conhecer a cena artística paulista.
Está confirmada a presença de Guy Darmet, da Bienal de Dança e Maison de La Danse de Lyon, um dos nomes de destaque da dança na França. Além dele, Mary Luft, da Tigertail Productions, de Miami, nos Estados Unidos, marcará presença no evento. Do Brasil, os convidados são Jacqueline de Castro, da 1,2 na Dança, de Belo Horizonte (MG); Marci Dornelas, do Festival Internacional de Artes Cênicas de Goiânia (GO); Cláudio de Souza, presidente da APD (Associação dos Profissionais da Dança de Londrina) e coordenador do Festival de Dança de Londrina (PR); Sacha Witkowski, do Festival Diagnóstico Contemporâneo, de Goiânia (GO); Arnaldo Siqueira, do Festival Internacional de Dança do Recife (PE); Marta Cesar, da Múltipla Dança, de Florianópolis (SC); Lucia Camargo, da Fundação Clóvis Salgado (MG); Gilsamara Moura, do Festival de Dança de Araraquara (SP); e Marcelo Zamora, do Fórum de Dança de São José do Rio Preto (SP).
Para registrar o Plataforma foram convidados três especialistas que produzirão textos a serem publicados no site do TD (www.teatrodedanca.org.br). Com foco em teatro, Matteo Bonfitto, ator, diretor, e pesquisador teatral, formado pela Escola de Arte Dramática da USP, pelo DAMS (Discipline Delle Arti, Della Musica e Dello Espettacolo), de Bologna, e pela Royal Holloway University of London. Célia Gouvêa é a responsável por comentar a dança. É formada pelo Mufra de Maurice Béjart, em Bruxelas, Bélgica, onde foi co-fundadora do grupo Chandra (Teatro de Pesquisa de Bruxelas). Kiko Araújo, roteirista e diretor, atual presidente da Associação Paulista de Cineastas (Apaci) é o especialista em cinema. Ele é formado pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA – USP) e filmou, junto com Helena Ignez, o longa “Luz nas Trevas, a Volta do Bandido da Luz Vermelha”.
A programação do Plataforma Estado da Dança conta com três estréias e 18 espetáculos já conhecidos e apreciados pelo público. Mais informações em www.teatrodanca.com.br

 

0
0
0
s2smodern
A pesquisa de mais de vinte anos da coreógrafa Zélia Monteiro resultou no espetáculo "Por que tenho essa forma?", em cartaz em São Paulo até o dia 30 de agosto. O trabalho é conhecido pela interferência de movimento, música e luz no palco - reunindo artistas de diferentes áreas para discutir temas como corpo, espaço e tempo. O espetáculo está em cartaz no Sesc Consolação, segue para o Cine Olido e depois Centro Cultural São Paulo, ambos no centro da cidade.

Pautado pela improvisação, o elenco segue uma estratégia de criação e de composição cênica que investiga modos de criar e de compor textos coreográficos. A subjetividade está presente nos movimentos que diferenciam o instante - inserido entre o passado e o futuro - e a duração - que se constrói durante o percurso.
Bailarina e professora desde 1977, Zélia Monteiro estudou dança clássica em Milão e trabalhou com nomes como Maria Melô e Klauss Vianna. Foi premiada em 1987 (APCA), 1988 (Lei Sarney) e 1992 (APCA). Em 1993 recebeu a Bolsa Vitae de Artes para pesquisa coreográfica realizada em Paris, onde deu aulas regulares. Em abril de 2006 recebeu o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna da Funarte, para realização de pesquisa. Em dezembro de 2006 recebeu o Prêmio PAC Circulação, da Secretaria de Estado da Cultura (SP), para tournée de espetáculo e, em 2007, recebeu o Prêmio Fomento à Dança, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

0
0
0
s2smodern

Um dos fatores que comprova o respaldo da Bahia no meio artístico é que o Estado é o único do País a ter uma companhia de dança folclórica profissional de representatividade.

0
0
0
s2smodern
altAlém das apresentações e mostras de dança, a aposta dos organizadores são os cursos, oficinas, workshops e Seminários de Dança.

Página 6 de 9