0
0
0
s2smodern

 Antes do prefácio da obra "Other Voices, Other Rooms" um provérbio árabe: “Os cães ladram e a caravana passa” junto com uma dedicatória aos guardiões de Truman Capote, Joseph M. Fox e Alan U. Schwartz. A história de do autor e jornalista se aproxima do que abaixo está relatado.

Truman Capote nasceu em Nova Orleans, Louisiana, filho de Archulus Persons, um comerciante com história para contar e sua jovem esposa Lillie Mae Faulk. Seus pais se divorciaram quando ele tinha quatro anos. Em Monroeville, no Alabama, Truman Capote cresceu com seus parentes maternos. Com uma criança solitária, Capote aprendeu sozinho a ler e escrever antes de entrar na primeira série. Era comum encontrá-lo, aos cinco anos, com um dicionário e um bloco de notas. Ele afirmou ter escrito um livro com nove anos de idade.

Aos dez, ele submeteu seu conto Old Mr. Busybody a um concurso infantil patrocinado pela Mobile Press Register. Aos 11, começou a escrever durante três horas continuamente, todos os dias.

Em 1933, Truman mudou-se para Nova Iorque, para viver com sua mãe e seu padrasto Joseph "Joe" Capote, um cubano que trabalhava no ramo têxtil, e que o adotou e o rebatizou de Truman García Capote. Em 1935, ele entrou para a Escola Trinity. Em 1939, os Capotes mudaram-se para Greenwich, Connecticut, e Truman ingressou na Greenwich High School, onde escreveu para os dois jornais literários da escola, "The Green Witch" e o jornal da instituição.

De volta a Nova Iorque em 1942, Truman se forma na Escola Dwight, uma instituição particular que hoje concede um prêmio anual que leva seu nome. Aos 17 anos, Truman finaliza sua educação formal e começa a trabalhar na The New Yorker.

Entre 1943 e 1946, Capote escreveu uma série de contos, incluindo A Mink of One's Own, "Miriam", My Side of the Matter, Preacher's Legend, Shut a Final Door e The Walls are Cold. Essas histórias foram publicadas trimestralmente em revistas conhecidas como a Harper's Bazaar, The Atlantic Monthly, Mademoiselle e The New Yorker.

Em junho de 1945, Mademoiselle publicou seu conto Miriam, que ganhou o O. Henry Award (melhor conto inédito) em 1946. Na primavera de 1946, Capote foi aceito na Yaddo, a colônia de artistas e escritores de Saratoga Springs, Nova Iorque. "Miriam" atraiu a atenção do publicitário Bennet Cerf, resultando num contrato com a Random House para escrever uma novela.

Com um adiantamento de US$1.500, Capote retornou a Monroeville e iniciou Other Voices, Other Rooms, e continuou a trabalhar manuscrito em Nova Orleans, Saratoga Springs e Carolina do Norte, terminando a obra em Nantucket,Massachusetts. Capote descreveu o conto simbólico como "uma explosão poética em emoção altamente suprimida". A novela é uma refração autobiográfica, traduzido para o português por Celso nogueira, como “Os Cães Ladram – Pessoas públicas e Lugares Privados”.

“ Other Voices, Other Rooms foi uma tentativa de exorcizar demônios, uma tentativa inconsciente e totalmente intuitiva, na qual eu não estava ciente, exceto em alguns incidentes e descrições, da existência de qualquer grau autobiográfico”

A história foca um adolescente de 13 anos Joel Knox, que perde a mãe e é mandado para Nova Orleans, para viver com seu pai, que o abandonou após seu nascimento.